Arquivado em Pessoal, Saúde - por

Tem pouco mais de 1 ano e meio que saí do sedentarismo e comecei a me movimentar, confesso que não foi nada fácil, e mesmo depois de todo esse tempo eu ainda não gosto de ir para a academia e malhar. Vivo me perguntando quando que sentirei falta dos exercícios, pois sempre ouvi que o corpo se acostuma e depois de uns 6 meses, se você faltar um dia, o corpo já “reclama”. Bom, isso nunca aconteceu por aqui… infelizmente.

Nesse meio tempo eu consegui emagrecer um pouco, bem pouco, em torno de 7 quilos, mas continuo na luta… a verdade é que muitas coisas aconteceram nesse tempo e eu não fiz uma reeducação alimentar boa. Como tudo o que faz bem, mas também como tudo o que faz mal.

Hoje eu larguei a academia, estou em busca de uma atividade que me dê prazer, pois puxar ferro eu ODEIO… e uma das coisas que tenho feito é tentar correr ao redor do estádio do Maracanã, ok, eu tenho mais caminhado do que corrido, mas um dia eu chego lá!

A vontade de correr surgiu depois que participei de minha 1ª corrida de rua, a Vênus 10k, que aconteceu dia 24 de Agosto. E confesso que estava super ansiosa e cheia de medo, pois nunca consegui correr dois minutos seguidos, quanto mais 5 quilometros, que era o percurso que eu estava inscrita… mas diversas amigas que participam de corridas me tranquilizaram dizendo que pode fazer o percurso caminhando, então lá fui eu!

Corrida-Vênus10K---Agosto-2014-1

Completei a minha 1ª corrida de rua em quase 1h, enquanto que muitas pessoas que conheço fazem a mesma quilometragem na metade do tempo. E o início foi super tranquilo, a largada é aquele bando de gente com a mesma vibe, pessoal super animado, amigos junto, e você começa super empolgada, correndo de verdade e depois de poucos minutos morri!

tempo-venus

Segui caminhando sozinha, no meu tempo, observando as outras participantes, vendo diversas meninas gordinhas que como eu estavam lá para se superarem também. E isso foi muito legal e incentivador. Pena que de todas as amigas que foram correr nenhuma quis me acompanhar, mas tudo bem, cada um tem sua meta a ser batida e vencida.

Eu não levei água, estava muito calor e eu fiquei morrendo de sede. O posto de hidratação estava mais ou menos no quilometro 2 e parecia que ele não chegava nunca… quando chegou peguei logo dois copinhos de água, bebi um aos poucos e fui carregando o outro e jogando um pouco de água nos braços e cabeça. Dá uma aliviada no calor que você não tem noção!

Quando estava quase terminando a prova, que vi a chegada se aproximando me deu um aperto no peito, uma vontade de chorar, uma emoção de estar ali, obesa, mas finalizando uma corrida de 5 quilômetros em menos de 1 hora… Foi uma emoção muito grande cruzar a linha de chegada, mas me contive para não parecer aloka chorando. Hahahaha.

venus10k-chegada
Corrida-Vênus10K---Agosto-2014)

Já tenho uma outra corrida engatilhada que vai acontecer no final desse mês, espero mesmo diminuir meu tempo e poder cruzar mais uma linha de chegada e poder me emocionar novamente! Depois virei contar minha experiência e se conseguirei diminuir meu tempo e bater meu próprio recorde.

Beijos grandes!

Arquivado em Eventos, Receita, Saúde - por

No final de Agosto fiz um bate e volta em São Paulo para participar do meu segundo workshop de culinária saudável com a nutricionista ~mega simpática~ Maria Cecília Corsi (para ver sobre o primeiro workshop clique aqui), o evento aconteceu no Livlight Nutrição Gourmet e foi promovido pelo Viva Positivamente, o grupo da Coca-Cola ao qual faço parte.

O espaço funciona como clinica e também tem um bistrô, que é muito lindo, cheio de verde, espaços abertos e uma decor super charmosa! Vale a visita para um almoço.

liv-bistro

O assunto do dia foi como fazer uma culinária saudável, cheia de sabor e com pouco sódio. Afinal o sódio é um dos grandes vilões da nossa saúde, e tem sido consumido cada vez mais e mais. A quantidade recomendada para consumo diário é de 5g por dia (2.000mg), porém o consumo médio do povo brasileiro é de 10g!!!

Quando a comida aparenta estar sem graça temos o péssimo costume de colocar sal para realçar o sabor, porém o sal pode e deve ser substituído por temperos naturais que vão dar sabor ao alimento sem prejudicar a saúde. Foi isso que aprendemos no workshop, inclusive recebemos algumas receitas deliciosas que você vai poder fazer na sua casa!

Mas antes de irmos para as receitas saudáveis, a dica master do encontro foi o sal do himalaia, que possui menos quantidade de sódio, então você pode começar trocando o sal que você usa no dia-a-dia pelo sal do himalaia. Sim, ele é um pouco mais caro, mas sua saúde vai agradecer, e nada paga uma boa saúde, concorda?

Outros ingredientes que vão te ajudar a dar sabor a comida sem prejudicar a saúde são os temperos/especiarias nossos de cada dia, entre eles existem: cebola, alho, canela, cravo, pimentas (tem muitas variedades), noz moscada, salsa, cebolinha, cúrcuma, louro, cominho, gengibre, lemon pepper, semente de mostarda, paprica, pimenta síria, dill, cardamomo, anis estrelado, alecrim (AMO!), manjericão, coentro…

maria-cecilia

Você pode inclusive criar um Garam Masala, que é super comum na Índia, onde cada família cria sua mistura de temperos/especiarias e cria uma identidade culinária. Para fazer você mistura os temperos que mais gosta e guarda para usar na hora de temperar sua comida, ele pode ser usado simples ou em conjunto com outros temperos. O Mrs. Dash é como se fosse um Garam Massala, pois mistura diversos temperos e não possui sal, por isso anda fazendo tanto sucesso, pena que ainda não é vendido aqui no Brasil, mas você pode fazer o seu!

Outra enorme dica que aprendi no dia foi como fazer o azeite aromatizado, que alias é bem fácil de fazer e faz uma diferença enorme na hora de temperar uma saladinha ou um pão. Anota a receita:

AZEITE AROMATIZADO
Esquente o azeite até o ponto que ele fique bem morno, mas que você ainda consiga colocar o dedo dentro. Depois, em uma garrafa coloque ervas e temperos que sejam do seu agrado, por exemplo: alho, alecrim, manjericão, pimenta preta, e por último derrame o azeite ainda morno e guarde. Quanto mais tempo o azeite ficar nessa mistura mais gosto ele irá pegar.
linha

No vídeo abaixo, que ficou lindo, dá para ter um gostinho de como foi o evento. Espia só:

Mas e as comidas???
No dia a Maria Cecília fez na nossa frente diversas receitas, que aos poucos irei postar todas aqui (sempre nas segundas-feiras). As receitas são todas super deliciosas, diferentes e saudáveis!

Começamos com um couvert delicioso de pão integral de linhaça com azeite aromatizado de ervas e sopa creme de cenoura com rúcula e pesto de tomate seco, depois veio a entrada: uma saladinha mix de grãos com ricota abobrinha e molho de aceto reduzido com Coca-cola!

O prato principal começou com um delicioso risoto integral de aspargos com lula e cebola caramelizada. O segundo prato principal (saímos de lá quase rolando, hahaha) foi um filé mignon com crosta de ervas, mousseline de banana da terra e shitake.

comidinhas-livlight

Estava tudo tão gostoso e saboroso que eu nem liguei pro sal… Afinal eu sou uma pessoa que não costumo comer as comidas com muito sal, fui acostumada assim, mas vez ou outra eu coloco um salzinho em algo já no prato. Nesse almoço eu teria colocado na sopa, mas nem tínhamos sal a disposição (que bom!) e comi deliciosamente, saboreando o pão que estava DI-VI-NO!

Até o purê de banana, que eu torci o nariz quando vi, estava uma delícia! E aqui entra outro ponto que nós não estamos acostumados a fazer: provar, experimentar coisas novas, abrir nosso paladar. “Ah, mas eu não gosto de banana!!!”, mas prove, pois nessa receita ela pode estar diferente, com um gosto que vai agradar seu paladar. E foi o que aconteceu!
linha

Aproveitei, para lá no Bistrô mesmo, comprar o sal do himalaia (que ainda vem temperado com algumas ervas) e já estou usando ele aqui nas comidinhas que faço. A mesma quantidade de sal do himalaia corresponde a do sal branco, então não é preciso usar mais quantidade para salgar, e ainda tem o benefício de ter menos sódio.

E assim é a vida, uma relação de aprendizagem e trocas para ficarmos mais saudáveis sem perder a felicidade!
Beijos.

Arquivado em Delícia, Receita - por

Mai uma receitinha! Yayyyyy…. palmaspalmaspalmas

Eu adoro lentilha, seja como arroz com lentilha, substituindo o feijão ou em salada, e há muito tempo que estava doida para fazer uma salada de lentilha, mas na minha cabeça oca eu achava que iria me dar um trabalhão, estilo feijão.

Mas gente, a lentilha e tão fácil de fazer, cozinha em 20 minutos em panela normal, não precisa colocar na pressão! Quando descobri isso corri e fiz! E olha, o resultado ficou uma delícia e super lindo. Veja!

TACHANNNN:

salada-lentilha

SALADA DE LENTILHA

Ingredientes

  • 1 xícara de lentilha
  • 1 xícara de cenoura picada
  • 1 xícara de alho poró picado
  • 1 xícara de tomates picados
  • 1 xícara de pimentão amarelo picado
  • 1 xícara de cebola picada
  • 3 dentes de alho picados
  • suco de limão de meio limão
  • cebolinha fresca a vontade
  • sal e pimenta a gosto
  • 4 colheres de sopa de azeite extravirgem


Modo de preparo:

  1. Coloque a lentilha de molho na água por 2 horas.
  2. Refogue em uma panela a cebola e o alho com um pouco de azeite até dourarem, acrescente a lentilha, alho poró, pimentão e a cenoura e refogue por uns 5 minutos.
  3. Coloque água até cobrir todos os ingredientes. Assim que levantar fervura abaixe o fogo e deixe cozinhar em fogo baixo por 15-20 minutos, até a lentilha ficar macia, fique de olho, pois se passar do ponto a lentilha começa a desmanchar!
  4. Espere esfriar, escorra o excesso de água e acrescente o tomate picadinho, cebolinha, azeite, um dente de alho amassado (caso goste), acerte o sal se necessário, mexa e coloque para gelar.

Acompanhe essa salada com folhas de alface e frango grelhado, fica uma delícia e super saudável. A lentilha é uma ótima fonte de fibras, especialmente do tipo solúvel. Também fornece quantidades razoáveis de ferro e de muitas vitaminas do complexo B, sobretudo B1 e B6.

Se fizer depois venha comentar o que achou, sei que vai gostar!
Beijos grandes.